Real Time Web Analytics Violência Semântica: Março 2009

terça-feira, 10 de março de 2009

Guará Underground - GUG


O Guará Underground é um grupo de cunho político, social e artístico. Formado por jovens adolescentes e adultos com o intuito de coletivizar o pensamento jovem aplicando-o na sociedade cotidiana vigente e nas minorias.

O grupo foi formado no dia 19 de dezembro de 2008 na região administrativa do Guará, localizado no Distrito Federal, nos arredores da capital e centro político brasileiro. O grupo teve início após o descontentamento ocasional (ou histórico) por parte de jovens urbanos locais que não tiveram o reconhecimento de seu modo de pensar. Inicialmente, o grupo contava com apenas membros de relações artísticas do DF que, posteriormente, veio a englobar os mais variados tipos de expressão jovem que não têm a devida aceitação de seu comportamento social em sua família e demais setores do cotidiano em que vive.

O termo underground, usado no nome do coletivo (ou grupo), foi escolhido por este mesmo pertencer às minorias de transvalorização do mundo vigente. Estas minorias - que vêm lutando desde os anos 50 contra o conservadorismo e imposições de diversos valores nos jovens que têm seu livre arbítrio violado diretamente e indiretamente - ainda hoje têm sua importância na transformação da sociedade, criando novas perspectivas de vida e pensamento a partir da análise das conjunturas de coações psicológicas do poder político, religioso e institucional que acaba por criminalizar a julgar estes jovens segundo culturas não criadas e pensadas por estes. Estes jovens - undergrounds (submundo) - acreditam que uma nova forma de agir e pensar possa mudar, de modo subjetivo, as injustiças do mundo que afligem desde a mais alta classe às minorias.

- Quanto aos Princícios de Ação e Organização:

Inicialmente - decidido isto na primeira assembléia do coletivo - o grupo contou e ainda conta com três princípios de organização e atuação. São eles: o horizontalismo, a autonomia e a decisão em consenso. Sendo o horizontalismo uma maneira encontrada para aproximar o coletivo de seu real objetivo: a representação da cultura jovem não reconhecida: o underground. Este princípio esclarece que não haverá diferenças verticais no coletivo, concedendo, assim, o mesmo espaço de atuação e decisão de cada indivíduo no grupo. Esta medida agiliza a criação (por não necessitar de autorização alheia interna para atuar), estimula a participação de todos os membros e conscientiza sobre a necessidade de uma maturidade para decidir o melhor por seus companheiros. O Segundo princípio - a autonomia - orienta nossa hegemonia de decisão coletiva, não cabendo interferência externa de interesses e alerta sobre a responsabilidade social nas ações. O terceiro princípio - a decisão em consenso - ensina e estimula o debate analítico horizontal. Este princípio faz com que cada assunto em detalhe seja discutido minuciosamente antes de qualquer decisão, conseguindo assim a melhor alternativa em cada caso e evitando separações dentro do grupo por parte de decisões por voto. Os princípios são sempre esclarecidos e praticados de forma clara. O objetivo destes princípios são, como já foi dito, aproximar o coletivo de sua real intenção na sociedade. A horizontalidade, autonomia e a decisão em consenso - desde muito tempo parte de estudos acadêmicos sociológicos - estimulam o pensamento e estudo coadunando as ações com a causa social.

Os princípios do grupo não restringem a participação de um indivíduo de fora, portanto, o GUG é aberto para qualquer um que queira participar, desde a dona de casa e adolescente ao empresário que pretende representar sua cultura não reconhecida.

- Quanto à coletividade de ação:

O Guará Underground é reunido semanalmente por meio de assembléias, que é discutido as decisões de planejamento e os debates de inversão de perspectivas, buscando sempre alcançar a importância da voz de todos. Grande parte do planejamento está voltado para a organização de eventos de contracultura, esta formada pela cultura da poesia, música, teatro, dança, folclore e demais expressões undergrounds no mundo. Nestes planejamentos usa-se como orientação mais três princípios inseparáveis para hegemonização de nossos interesses, são estes: a Participação, Comunicação e a Realização. Estes outros subprincípios são praticados individualmente por todos para a criação da coletividade e para a consciência individual de cada um. Quem participa do grupo é envolvido por um cenário de poesia que incita a criação e espontaneidade concluindo em realizações coletivas.

Os princípios usados nos planejamentos orientam a criação em equipe, nunca alienando a paixão de criar pela obrigação de trabalhar. Não há obrigações no grupo, exceto a de ser você mesmo. Não há taxas financeiras de participação, não há coações, não há regras inalienáveis e não há influência externa. Todos têm sua individualidade protegida reciprocamente para criar e mudar com o mesmo direito de ação e voz. A liberdade é colocada em primeiro lugar em todos os sentidos. No Guará Underground acredita-se que a liberdade e a criatividade reservada aos indivíduos não deve se encontrar absorvida pela necessidade de se adaptar às normas sociais de coação.

- Quanto ao cenário interno do grupo:

Dentro do grupo, o participante é envolvido e estimulado com o intelecto ecumênico. Os mais diversos assuntos são falados e discutidos em uma inversão de perspectiva.

Inverter a perspectiva é deixar de ver com os olhos da comunidade estabelecida, do ideologia, da família, dos outros. É apreender-se a si próprio solidamente, escolher-se como ponto de partida e como centro. Fundar tudo na subjetividade e seguir a vontade subjetiva de ser tudo. É transcender usando a idiossincrasia de seu libre-pensamento e retirar as lentes impostas pela sociedade para enxergar o mais longe possível sem julgamento de crenças, valores e moral já criados. Assim, busca-se a real individualidade de cada indivíduo no grupo para um verdadeiro pensamento coletivo em que tomará decisões e reconstruirá as verdades tijolo por tijolo.

A inversão de perscpectiva é a base do grupo para discussões. Desta forma, pode ser reavaliado qualquer fator que antes seria vulgar segundo lentes sociais vigentes.

Atenciosamente,
- Guará Underground - GUG

Escrito por Crowley - Beny