Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Regicídio - Regicídio

A banda brasiliense Regicídio foi criada em 2005 em defesa da irreverência, da desobediência e da iconoclastia ecumênica.O nome agressivo representa nosso ódio ao poder. A banda prega princípios anti-inquisitores a favor da libertação humana sem coações e dominações ideológicas.

As letras procuram invocar inspiração e incentivação da delinquência reflexiva, onde o discurso ganha consistência filosófica por meio da poesia insurreicionária. E, claro, usa-se como instrumento de propagação da fúria revolucionária o sempre instigante BRUTAL HARDCORE. Sonoridade destrutiva & violência semântica!



Segue a Letra do clipe:

Abdicando normas
Ultrapassando a ótica das coações
Insurgindo ódio
Insurgindo as forças da destruição

Regozijai-vos a fúria,
A ânsia de destruir
Autenticando a desordem
Autenticando as forças da criação

Regicídio!
Pela minha causa: Regicídio!
Pela nossa causa: Regicídio!

Transceda paradigmas
Dessacralize as palavras da submissão
Vivendo as Ruas
Vivendo as forças da insurreição

Recrie sua…

Aforismo 4 (Sobre a subserviência do ordinário)

A sacralização de uma moral é caracterizada interiormente pelo auto-temor. Um sintoma deste delírio é o pavor do silêncio e da sinceridade. Falando em uma outra perspectiva possível, tentar desesperadamente ser correto é uma característica daqueles que não possuem nada autêntico para recorrer. Quando algo autêntico possuem, frequentemente é arquivado no setor de pudor e imoralidade da consciência; um arquivo "insconsciente" vasto e reprimido. Assim nasce uma percepção da realidade escrava, subordinada, altamente limitada.

- Benny

O Axioma

Acusam-me, às vezes, de uma "paixão" pelo anarquismo. Apesar de que para muitos adeptos de fato ser isto - uma vontade carregada de sentimento e de outras modalidades da perspectiva subjetivista - na verdade o anarquismo não se trata nem mesmo de uma escolha ou profunda investigação indutiva, mas de uma verdade necessária, um imperativo categórico auto-evidenciado pela clara contradição entre o indivíduo e a autoridade e legitimado pela condição necessária primária para a plenitude da grandeza humana, isto é, a Liberdade.

- Benny