Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

A Prova da Existência de Deus de Santo Anselmo

Quando pensamos em deus o entendemos enquanto, segundo Anselmo, “um ser do qual não é possível pensar nada maior”. Ainda assim, o ateu pode insistir em sua sentença de que não há deus. Contudo, Anselmo esclarece, o próprio ateu não pode fugir da idéia de “um ser do qual não é possível pensar nada maior”. Pois, querendo ou não, ele tem esta ideia no entendimento, o que evidencia a existência, ao menos, de deus na inteligência.

Seguindo em seu raciocínio, Anselmo percebe que ter um objeto na inteligência e ter um objeto no mundo real são coisas distintas; ou seja, algo pode existir na inteligência e, entretanto, não possuir seu referente na realidade. Nesse caso, algo que exista somente na inteligência não pode ser absolutamente grandioso, pois poderia existir algo na inteligência que tem seu correspondente no mundo real e que seria, certamente, maior. Tomando essa perspectiva, o que existe na inteligência e, concomitantemente, no mundo real seria algo maior que um deus que apenas exis…